Primeira viagem de avião

Um mini guia para te ajudar a encarar sua primeira viagem de avião

 

thumbnail (1)

A gente vive aqui falando de dicas para esse e aquele lugar mas acabamos deixando de lado as dicas para o viajante de primeira viagem (ficou redundante, eu percebi rs)…

Lembro bem da minha primeira vez! Eu queria parecer entendida, queria me comportar como uma viajante frequente e procurei saber tudo para não passar vergonha… Aff, que besteira! hahaha

Como funciona a questão de bagagem? Peso, volumes? O que não posso levar? Qual diferença de visto para passaporte? Como me vestir? Como faz o check-in? O que posso aceitar da aeromoça sem pagar? Hahaha.

Acredito que essas dúvidas sejam da maioria, que mais parecem um bicho de sete cabeças! E que depois tornam-se tão simples, banais, que acabam passando desapercebidas por nós…

Desculpem essa falha! Vou colocar tudo detalhadinho aqui para te ajudar a sair desse bloqueio e curtir cada minuto da experiência que já aviso: vicia! Rs.

Passagem em mãos? Digo, compradas e salvas, =) ?

A primeira coisa que você precisa ver é se o seu bilhete tem bagagens incluídas… É meu amigo, tempos difíceis… até ano passado essa preocupação não existia, mas agora as empresas estão malvadas e cobram pela bagagem DESPACHADA!

Já sei o que você vai perguntar e me adianto: o que é bagagem despachada, ou de porão?

É a mala que você NÃO pode levar com você dentro do avião, elas vão no bagageiro. No momento do check-in, a companhia aérea já fica com sua mala e você a pega de volta no seu destino. Ficam umas esteiras para você pegá-las –  você já deve ter visto no Fantástico a forma fofa que cuidam das nossas malas, né? #SQN haha.

 

aero6
Esteiras de bagagem.  Fica com um letreiro em cima de cada uma avisando o voo que ela corresponde

Ao chegar ao seu destino, você verá placas indicando o local das esteiras (normalmente é um desenho de uma mala), e é só segui-los. Se sua mala for daquele modelo bem básicos, pretas por ex, tente colocar um identificador colorido, como um adesivo, uma fitinha ou uma faixa, por exemplo. O que já vi de gente pegando a mala errada não está no gibi! Rs.

Em geral, a mala despachada pode pesar até 23 kg. Tanto para voos nacionais quanto internacionais, e você tem a opção de comprar bagagem extra (no momento que compra a passagem – que é bem mais em conta –  ou direto no balcão da companhia).

Alguns aeroportos possuem algumas balanças para você saber se está levando mais que o permitido. Caso não tenha, a solução é fácil: vá até um local de check in que estiver sem filas, e peça para pesar a sua mala! Não precisa ficar com vergonha de fazer isso, já fiz muitas vezes, principalmente na volta, quando ela costuma voltar mais rechonchuda. hahaha.

Uma dica que sempre dou a quem me pede ajuda na hora de comprar mala é: não compre a mala grande! Não sei se vocês já repararam, mas existem, em regra, malas P, M e G.

38340367_1GG
Conjunto de malas P, M e G

A P é aquela pequena que cabe na cabine, dentro do avião e você pode embarcar com ela. Você entra no avião e a acomoda em cima do seu assento.
As demais (média e grande) são de porão. A G é muito grande e normalmente comporta uns 30 kg, o que ultrapassa o limite permitido de qualquer passagem, ou seja, os famigerados 23 kg, rs.

A M é a mais indicada para quem pretende despachar, pois ela cabe por volta disso, e você não passa aperto! Além de ser muito mais fácil de carregar do que a G, né?

Antigamente, o peso permitido para viagens internacionais era de 32 kg, então eu realmente indicava a G. Mas agora, acho que a coitadinha está ficando obsoleta…

O ideal é ter uma P e uma M.

Na P cabem uns 10 kg, e esse é o peso permitido para a mala de mão. Muitas vezes, pelo menos para mim que sou tranquila e não gosto de levar muita coisa, dá para viajar só com ela!

As medidas das bagagens que as cias colocam nos sites normalmente estão dentro desse padrão, pois as marcas de malas já fabricam obedecendo a isso. Então, em regra, quando diz que você tem que levar uma bagagem  de mão com as medidas (de até 115 cm) é a P. Para despachar, as medidas são referentes até ao tamanho da G (por isso sugiro a M, pois ela sempre pode hehe).

Gente, mas isso não é regra, ok? É puro achismo e se você quer ter uma mala grande, vai em frente! Não me leve tão a sério, tá? Haha.

Entendi tudo até aqui… Mas e quando eu estou, por exemplo, indo de São Paulo para Buenos Aires e meu voo passa pelo Rio, onde pego minha mala?

Ai é que está, não sei! Hahaha. Não existe regra e depende também da passagem que você comprou e do tempo de sua conexão… Em geral elas vão direto para seu destino final, mas, repito, não há regra. O ideal é se informar no balcão da empresa na hora do check in. É só perguntar: moça, eu pego minha mala no destino final?  Nem dói! Hehe.

 

Você falou de tempo de conexão, mas o que é conexão?

Conexão é tipo um ônibus parador sabe? Hahahaha. Você compra passagem para um destino e o voo faz uma ou mais paradas até chegar ao seu destino final. Muitas vezes há troca de aviões, em outras, só paradas (são as chamadas escalas).

Então vamos seguindo.

Bia, entendi sobre a mala, mas o que levar?

Na mala de mão, quando vou despachar alguma outra, eu gosto de levar uma muda de roupa, um casaco, remédios, um necessaire, eletrônicos e coisas de valor (como jóias, bolsas caras, maquiagem, etc).

Não despacho nunca coisas que tenho apego emocional ou financeiro, rs, pois o risco de extravio sempre existe – e acontece com uma certa frequência.

Nos voos nacionais, você pode levar seu shampoo e cremes normalmente.
Já nos internacionais, há uma restrição de líquidos que só podem ter até 100 ml cada frasco. Por conta disso, vidros maiores devem ser despachados, bem como objetos cortantes e pontiagudos (como tesouras, alicates de unha, etc).

Tem também a lista dos proibidos pela ANAC, se quiser saber mais visite o site http://www.anac.gov.br/assuntos/passageiros/informacao-passageiro.

E agora papo de menina! Rapazes, podem pular esse item, tá? rs

Como me vestir? “Vejo tantas blogueiras postando o #aerolook que fico com medo de ir malvestida”! Meninaaaaaaa! Não caia nessa, chique é ficar confortável, ok?

Um sapato fácil de colocar e tirar e que tenha espaço caso seu pé inche é o ideal, principalmente se for voo longo. Uma calça que não aperte e uma t-shirt  básica  (pode ser estilosa que tá liberada, viu? =p ), um casaco e está perfeito! Dentro do avião costuma fazer frio, então  um shortinho não é uma boa ideia! Mas claro, to dando minha opinião sem ter sido chamada! Seja livre! Hehe.

De volta, meninos e meninas!

“Já estou dentro do avião, quando o carrinho da comissária de voo passar, eu posso aceitar o lanchinho? Ou depois ela vai me cobrar e eu vou passar vergonha porque estou indo viajar com o “dinheiro contado”? Hahaha. Se ela passar perguntando o que você quer, já com carrinho cheio, pode aceitar sem medo de ser feliz! Porque essas comidas liberadas estão cada dia mais escassas! Rsrs. Aproveita e come!

Quando a comida não está incluída, normalmente fica um cardápio para você escolher na frente do seu assento, com os preços. Mas já aviso que nos voos nacionais, está cada dia pior… dependendo da cia aérea, estão negando até água! Hahahaha (não conto qual porque não gosto de fofoca =p ).

 

E os documentos? Visto, passaporte, identidade?

foto_25038

O Visto depende da regra de cada país. Por ex, para ir aos EUA , você necessariamente precisa de um e tem uma burocracia chatinha para tirar (isso vai ter que ficar para um outro bate papo nosso). A Mari já escreveu um post completinho sobre, dá uma olhada: Visto Americano descomplicado

Já o passaporte é o documento que você precisa para viajar para todos os países (exceto os o do Mercosul), incluindo aqueles que exigem visto.

Um não exclui o outro, ok?

Nos países do Mercosul (como Argentina, por ex) você pode viajar com documento de identidade. Não pode ser documento válido apenas no território nacional como carteira de motorista! Esses documentos (bem como carteira da OAB, Crea etc., servem apenas para voos internos, nacionais).

A carteira de identidade deve ter no máximo 10 anos de emissão e estar bem legível. Minha sugestão? Faca um passaporte logo! =p

 

aero
Assim que você chegar ao aeroporto, você verá  lugares similares a esse: são os balcões de check in. É sua primeira parada.

Após o seu check-in e após despachar (ou não, depende do seu caso) a sua mala, você deve seguir até o portão de embarque.

Fique atento: 48 ou 24 horas antes do seu voo você já consegue fazer seu check in online no site da cia aérea que você irá viajar. Assim, caso não tenha mala a despachar, é só ir direto para o portão de embarque. Caso tenha, há uma fila especial para quem já fez o check in despachar a mala.

Uma outra questão é a marcação de assentos. Até não muito tempo atrás, quando você comprava a passagem já podia marcar seu lugarzinho no avião, tranquilamente. Hoje, a maioria das empresas estrangeiras e algumas nacionais cobram para que você consiga reservar com antecedência. Caso contrário, somente no momento do check in (online ou presencial), quando você poderá escolher dentre os que sobraram.

aero2
Os locais de embarque são muito bem sinalizados! Não se preocupe! Após o check in, corra para cá!

Após entrar nessa área, você terá que se despedir dos familiares que foram te desejar boa viagem, hahaha. Desse portão em diante é você sozinho.

Após essa entrada, você e sua mala de mão passarão pelo raio X. Alguns lugares pedem para tirar o sapato, outros não. Mas sempre você deve tirar óculos, relógios, celular ou qualquer eletrônicos e metais dos bolsos e colocar numa caixinha na esteira. É só imitar o que todo mundo estiver fazendo. rs

Atenção: não raros são os casos de marinheiros de primeira viagem (não sei o termo para quem voa! hahaha) que perdem o voo por causa de uma simples confusão com o horário previsto no seu bilhete. O horário que consta é o que você deve estar no portão de embarque! Muitos acham que o horário é naquele primeiro portão, onde diz “embarque nacional” ou “embarque internacional”.

Como eu já disse, esse é só o local de entrada e depois você ainda deverá passar pelo raio-x e imigração (caso seu voo seja internacional), e ainda andar até o portão de embarque. Em dias e horários de pico, você pode perder mais de meia hora nisso, então cuidado!

Deixe para fazer hora no Duty Free perto do seu portão!!

Depois dessa parte, caso seu voo seja nacional, siga as placas até o seu portão de embarque.

aero4
placas indicando o número dos portões (o número do seu fica na sua passagem)

Caso seja voo internacional, você passará pela imigração, que fará o controle do passaporte – coisa simples, não há nada a temer –  e chegará, logo em seguida, na área dos portões.

aero5
Área de espera dos portões

É nessa área que fica o famoso Free Shop. Aproveita e compra uma barra de Milka ou um vinho de presente para mim, tá? Hahaha.

aero3
por dentro do free shop

Bom, acho que é isso!

Ainda ficou com alguma dúvida? Manda pra cá que te ajudo! Pode perguntar qualquer coisa, sem medo, viu? Beijos, e tenha um ótimo voo! =)

Ah, se quiser o empurrãozinho que faltava para viajar, dá uma lida nesse post bem completo sobre planejamento que a Mari escreveu: Guia completo para planejar sua viagem

 

E então, partiu?

Bia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s