1 dia em Grand Cayman – Ilhas Cayman

Ilhas Cayman: um paraíso fiscal e natural!!

Vai fazer um cruzeiro caribenho (me leva haha) e terá um dia para curtir  Grand Cayman?

thumbnail (7)
Eu apontando para as arraias em Stingray City

Cruzeiros passam um dia nessa ilha SURREAL e muita gente fica perdido sem saber o que fazer! Vem comigo mas já saiba… É um desperdício ficar só um dia lá!

thumbnail (6)
Sério! parece piscina de tão turquesa, né?

Muitas empresas tem a rota de cruzeiros por ali e o tempo é curtíssimo. Então planejar é a chave para dar certo! Eu sou danada de rápida e consegui aproveitar super (pareço leonina me elogiando, mas sou aquariana mesmo hahaha).

thumbnail (16)
mapa da ilha

Vou listar também os principais pontos, incluindo os que não fui, e ai você decide o que interessa mais!

Primeiro vamos de história?

Ilhas cayman é um território britânico (língua inglesa e a direção é de mão inglesa, por óbvio) e é formada por 3 ilhas: Grand Cayman, Cayman Brac e Little Cayman.

A principal é a Grand Cayman, cuja capital e George Town.

O território ultramarino fica a apenas 1 hora de voo de Miami e possui cerca de 56 mil habitantes.

Mais da metade da força de trabalho não é de caimanianos (essa eu tive de googar rs) e é muito conhecida pela importância em serviços financeiros.

Quem nunca ouviu falar nesse paraíso fiscal?

Conhecido atualmente como  um dos centros financeiros mais  importantes do planeta, Cayman tem uma das maiores rendas per capitas do mundo e índice de desemprego é quase zero! Na verdade, carecem de mão de obra em muitas áreas.

 

O que fazer?

1. Conhecer Stingray City:

 

Ou, em bom portuguêsa cidade das arraias!

 

 

stingray-city-960x1149
Foto: Antigua Rainforest Company. Mas JURO que é exatamente assim!


A Atração, exclusiva do destino, é IMPERDÍVEL!

Não se preocupe em comprar o passeio com antecedência (a menos que esteja indo em um período de altíssima temporada). Ao chegar no porto, terão várias pessoas vendendo. Custou 45 dólares por pessoa (março de 2019). No Navio custava o dobro.

O passeio consiste em uma parada em um banco de areia no meio do oceano (com simplesmente a água mais azul que já vi de perto), onde vivem mais de 20 arraias. É o ambiente natural delas! Nada de espaço fechado, redes ou cercas! Elas ficam nadando entre as pessoas e não se importam com os visitantes.

thumbnail (4)
SURREAL!

Alguns barqueiros até tiram uma ou outra da água para fazer fotos, mas esse tipo de turismo em nada me agrada e acho bem desnecessário. Só de vê-las de um lado para o outro, como em um balé, já é inesquecível!
O passeio que fizemos também incluía uma segunda parada para snorkel. Confesso que não fui com muita expectativa, pois já fiz mergulho em muitos lugares e queria conhecer mais da ilha. Porém fui novamente surpreendida! A água de lá é tão turquesa que fiquei até emocionada com os corais e peixinhos!

thumbnail (5)

 

 2. Conhecer Seven Mile Beach

A praia mais famosa de lá e onde se concentram a maioria dos resorts e beach clubs. Água super clarinha e quentinha. Pagamos 2 dólares para entrar mas acabamos ficando bem pouco. A ideia era só dar uma voltinha mesmo para conhecer. Para quem tem mais tempo, vale a pena pegar um day use em um dos hotéis.

thumbnail (9)
Seven Miles: na hora que tirei a foto o sol se escondeu, mas a água é bem turquesa também!

3.  Passear pelo centrinho de George Town

Fazer compras por lá é realmente tentador.  Itens como maquiagem, perfume, bebidas e jóias são livres de impostos! E o centrinho é tão organizado, seguro e colorido que deu vontade de ficar por lá.

thumbnail (14)
As ruas são super fofas!

São muitas boas lojas, bares e restaurantes, bem ao lado do porto! Passamos o resto do dia por ali controlando a hora de voltar para o navio, que estava atracado bem pertinho.

Os suvenires são bem caros… Mas o bolo de rum é bem famoso, não deixe de comprar!

thumbnail (10)

 

thumbnail (15)
praia no centro de George Town

Além desses passeios, algumas pessoas que conhecemos no navio foram conhecer:

  •  Cayman Turtle Center (centro de preservação de tartarugas);
  • Centro histórico de Pedro St. James, a construção mais antiga da ilha (confesso que achei dispensável); e
  • Cavernas Cayman Crystal – formações de estalactites em meio a águas cristalinas. Um lado exótico do Caribe que se eu tivesse tido mais tempo, teria conhecido.

 

thumbnail (17)
alguns preços de passeios pela ilha

 

Bom, então é isso! E prepare-se para ver a água mais linda da vida! Ok, ainda não conheço Maldivas… hahahaha

Qualquer dúvida, estamos aí! =)

Bia

thumbnail (11)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s