Internet para viagens ao exterior

por: Mari Mainardi

Foto por Element5 Digital em Pexels.com

É fato que já não sabemos mais (e nem queremos) viver sem o celular, e é fato também que a ajuda que ele nos proporciona quando estamos viajando é gigantesca. A todo momento precisamos de mapas, tirar dúvidas, tradutor e até mesmo dar aquela espiadinha na história do local que estamos visitando.

Mas o que é melhor? Sair daqui com chip? Comprar um chip lá fora? Usar a internet da sua operadora? Buscar sinal de Wi-Fi?

O que é melhor pra seu caso específico não tenho como dizer. Não conheço seu plano de celular, não conheço suas dificuldades e não sei se você considera melhor optar pelo mais simples ou poupar seu dinheirinho. Mas, vou tentar ajudar com alguns argumentos pra te fazer pensar.

OS CHIPS INTERNACIONAIS VENDIDOS NO BRASIL

Hoje em dia, diversas empresas vendem o famoso chip internacional no Brasil, mas a concorrência não parece ter tido muito efeito nos valores cobrados. Na maioria delas você escolhe um chip de acordo com o país ou continente que irá visitar e o número de dias que vai permanecer.

Em média, um chip para 10 dias de viagem (Américas ou Europa) custa 45 dólares (no momento em que escrevo, isso são R$184,95).

O lado positivo: você já desembarca no local de destino com o celular funcionando, não precisa procurar uma loja pra comprar um chip local e se vai passar por muitos países não vai precisar trocar de chip.

O lado negativo: o preço! Esse conforto tem um custo que pode sair mais caro que as demais opções, a depender da sua viagem/ perfil.

OPERADORAS DE TELEFONIA LOCAIS

Muitas operadoras de telefonia no exterior vendem chip de dados sem a necessidade de planos. Exemplos são a Verizon, T-mobile e AT&T nos Estados Unidos com opções a partir de 20 dólares; Vodafone e T-Mobile na Europa a partir de 10 Euros (Os valores variam de acordo com a franquia de dados).

O lado positivo: vai economizar um dinheirinho (e esse argumento pra mim é beeeem forte rsrsrs) se optar por franquias menores.

O lado negativo: vai precisar encontrar uma loja e se comunicar em outra língua, se for a mais de um país na mesma viagem, pode precisar de outro chip.

O SEU PLANO DE CELULAR

As operadoras de celular no Brasil sempre nos deixaram na mão na hora de usar o serviço no exterior por cobrar valores absurdos. Mas, recentemente este quadro está mudando.

Sem querer fazer propaganda, mas já fazendo, duas empresas tem nos dado vantagens neste quesito:

  • Vivo: a operadora oferece 7 diárias pelo mundo para cada linha do plano família, e diárias ilimitadas nas Américas para o titular. Há ainda a opção de integrar à sua linha o plano Américas (19,90) e/ou Europa (29,90).

O lado positivo: Você não vai precisar trocar de número ou chip nas suas viagens, já chegará lá conectado e a Vivo é conhecida por ter o melhor sinal de telefonia móvel do Brasil

O lado negativo: É a operadora com tarifas mais altas

  • Claro: O Passaporte Américas (permite o uso da linha – voz e dados – em 18 países das Américas) está incluído no plano individual e para a linha principal no plano família sem custo extra, para adicioná-lo em outra linha do plano a mensalidade é acrescida em R$9,99. O valor de 19,99 é cobrado para incluir no seu plano o Passaporte Europa (permite o uso da linha – voz e dados – nos países da Europa). Há planos a partir de 119,99.

O lado positivo: Você não vai precisar trocar de número ou chip nas suas viagens, já chegará lá conectado, não vai pagar nada a mais para usar o celular em países como os Estados Unidos, México e Canadá, e se quiser usar na Europa o valor anual (238,80) pode ficar bem próximo ao que pagaria pra já sair daqui com um chip internacional, com a diferença que poderá usá-lo sem limite de dias, desde que não ultrapasse 30 dias por viagem (você precisa retornar ao Brasil e usar o celular aqui depois desse período).

O lado negativo: ainda não encontrei, foi por isso que contratei a opção com Passaporte Américas incluído rsrs. Brincadeiras a parte, dependendo de quantos dias for passar na Europa, o passaporte vai sair mais caro do que comprar um chip local, você precisa pensar na sua programação pra decidir.

A VELHA E BOA CAÇA AO WI-FI

E se no fim do dia você achar que esse não é um custo tão necessário para a sua viagem, ainda restará a opção de aproveitar um sinal de Wi-Fi aqui ou ali.

Vai ser fácil encontrá-los em hotéis, cafés, restaurantes, em muitas lojas, shoppings e até mesmo em parques. Mas vai precisar de paciência, pois nem sempre é fácil se conectar e pode haver limite de tempo para permanecer utilizando.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s