Budapest: Guia da primeira vez

Pest vista do Castelo de Buda

A capital da Hungria está entre as cidades mais bonitas da Europa, e é considerada por muitos a Paris do Leste Europeu. Caminhar pelas margens do Danúbio (que não é azul, mas é lindo) e atravessar a Chain Bridge é inesquecível.

Além de cartão postal, a Chain Bridge (assim como outras pontes) liga os dois lados BUDA e PEST (que já foram cidades distintas) separadas pelo rio Danúbio. Buda fica em uma colina de onde se tem vistas incríveis de Pest, Pest é a parte plana que abriga a maior parte dos hotéis, restaurantes, lojas e muitas outras atrações.

Chain Bridge / Ponte das Correntes

Antes da ponte ser construída a travessia era feita apenas por barcos, e em dias de tempo ruim, quando navegar não era possível, a única forma de atravessar era através de uma das pontes em VIENA! Isso mesmo, uma super viagem rsrs.

No meio de sua beleza única, encontramos muita história e muita dor causada pelos tempos de nazismo e comunismo, um misto de emoções que nos faz admirar ainda mais seu povo e suas tradições!

DOCUMENTOS DE VIAGEM

Brasileiros precisam apenas de passaporte válido para entrar no país.

A União Européia (sim, o país é membro da UE) exige ainda que você tenha o seguro viagem de acordo com as normas do Tratado de Schengen (cobertura mínima de 30 mil Euros), e um comprovante de sua passagem de retorno pode ser exigido na imigração.

MOEDA NA HUNGRIA

Embora a Hungria faça parte da União Europeia, o país tem moeda próprio: Florim Húngaro.

Um florim vale aproximadamente 14 centavos de real (cotação em 11 de novembro de 2019), prepare-se para preços como 2.300 florins por um drink, e cuidado pra não se perder, temos a tendência de no meio do caminho começar a achar que os grandes números não são um valor alto, e nem sempre é verdade rsrs

Não troquei moeda, salvo para visitar a torre da Basílica que não aceitava cartão. Tickets de metro, ingressos e restaurantes optei por pagar no crédito. Sim há IOF, mas como não é fácil encontrar Florim no Brasil, você ”perde” dinheiro na operação de câmbio de real para euro aqui, e de euro para florim lá.

Além disso, você não vai querer voltar para casa com uma moeda que não usará tão cedo, ou fazer um terceiro câmbio para pegar seus Euros de volta. Se optar por fazer o câmbio por lá, cuide para não trocar dinheiro de mais.

Obs: Alguns restaurantes em áreas turísticas aceitam Euros, atente-se a conversão que eles oferecem pra não sair perdendo.

IDIOMA NA HUNGRIA

O idioma oficial é o húngaro, mas se você fala um pouquinho de inglês, não terá problemas!

COMO IR DO AEROPORTO PARA PEST

A forma mais confortável, e não tão cara, é o Taxi. Uma corrida para o aeroporto fica em torno de 6500 florins (valor gerado pelo BOLT no meu retorno – a distância é razoavelmente longa e havia trânsito), já para SAIR do aeroporto há uma tarifa fixa de cerca de 6000 florins que será respeitada independente do que marcar o taxímetro, você só precisa passar na cabine e pegar o voucher de acordo com seu destino.

O taxi em Budapest é mais barato se você agendar por telefone ou usar o aplicativo BOLT, pegar o taxi no ponto ou aquele que esta passando pela rua é um pouco mais caro.

Cupom 10 Euros: T1DJV

O BOLT é tipo o nosso 99 taxi, e funciona em vários países Europeus, você poderá ver o valor da corrida antecipadamente como acontece com os aplicativos que utilizamos por aqui. Pra te ajudar, aqui vai um código que vai te dar 10 Euros de desconto na primeira corrida – T1DJV

Se quer economizar, o ônibus 200E sai do aeroporto e te leva até a estação de metrô Köbánya-Kispest , onde você poderá embarcar na linha azul. O ticket custa 900 florins.

O governo húngaro não permite Uber.

QUANDO IR PARA BUDAPEST

Outono Europeu

O verão Europeu é beeeem quente, e o inverno por, lá beeeem rigoroso. Se não curte os extremos, a primavera e o outono são as estações mais indicadas.

Agosto é mês de férias em vários países europeus, o que aumenta os preços e o movimento nas atrações.

A minha dica é: a Europa fica muito mais bonita colorida com as cores do outono!! E se não se importa com o frio, a partir de meados de novembro a decoração natalina e feiras de Natal começam a surgir pela Europa! Lindo, lindo, muito lindo!

ONDE FICAR

A maior parte dos hotéis e restaurantes estão em Pest, o lado do rio mais escolhido pelos turistas, e pra mim a melhor área é, sem dúvidas, o entorno da Chain Bridge e da Catedral de St Estevão.

Ouvi dizer que há dois tipos de pessoas em Budapest: as que moram em Buda, e as que gostariam de morar lá. Rsrs Brincadeiras a parte, o outro lado do Rio tem a seu charme, e Buda pode ser uma ótima opção. Transitar de um lado para o outro é fácil, e o transporte público barato.

Minha escolha foi o Sofitel Chain Bridge, além do impecável e mundialmente conhecido serviço da rede, a vista é SURREAL!!! Sério! Foi difícil deixar o hotel pra passear rsrs

Vista quarto Sofitel Chain Bridge

A localização do hotel permite que você faça quase tudo a pé, e quando estiver cansado, o metro fica a 3 minutinhos de caminhada!

No térreo fica o restaurante Paris Budapest, que possui uma área aberta muito gostosa e vista para a Chain Bridge. Além da comida deliciosa, o local é perfeito para um drink assistindo o por do sol! Ah, e no horário de almoço há 2 opções de menu executivo (lunch menu), uma com 2, outra com 3 tempos (entrada, prato principal e sobremesa) por um preço bem convidativo!

Área externa do restaurante com vista para o Castelo de Buda e Chain Bridge

TRANSPORTE PÚBLICO EM BUDAPEST

A linha M1 do metro de Budapest é uma atração turística por si só, super antiga, charmosa, estações pequenas, e o trem parece de brinquedo rsrs O bilhete custa 350 florins, e se você pode economizar comprando o pacote com 10 tickets por 3000 florins. Se você não compra o bilhete nas máquinas e sim direto com o motorista, o valor é 450 florins. Para ver mais opções de bilhetes acesse o site oficial.

Os tickets podem ser comprados com cartão de crédito, podem ser utilizados em ônibus e trans também, e você pode dividi-los com seus companheiros de viagem.

Para entrar em qualquer transporte, você precisa validar o ticket em uma das máquinas próprias (normalmente são amarelas), caso não esteja validado, o bilhete não tem valor e você poderá ser multado em uma fiscalização! Nos ônibus e trans a maquininha fica próxima ao motorista (pode haver mais de uma), no metro elas ficam na plataforma.

Logo no primeiro trecho que fizemos de metro passamos por fiscalização, os fiscais estavam próximo a escada de saída do metrô pedindo para ver os bilhetes daqueles que desembarcavam. – Já ia passando direto sem perceber o que era quando o fiscal – uma pessoa de colete laranja falando húngaro – me chamou e só entendi porque vi outras pessoas mostrando seus bilhetes rsrs

AS PRINCIPAIS ATRAÇÕES DE BUDA

  • CASTELO DE BUDA
Castelo de Buda

O castelo que já foi morada de reis húngaros, hoje abriga museus e proporciona uma vista da cidade de tirar o folego!

A subida para o alto da colina pode ser feita de ônibus, a pé pela colina, por uma escadaria ou de funicular ( a forma mais charmosa ). Neste último você pode comprar o ticket só de subida (cerca de 6 Euros), ou ida e volta – que tem desconto- o pagamento pode ser feito com cartão de crédito.

Optei por subir de Funicular e descer de ônibus comum.

Do castelo você vai caminhando por ruazinhas lindas até a praça da Santíssima Trindade, onde estão a Igreja de Matias e o Bastion.

  • FISHERMAN’S BASTION

A construção em forma de forte e arquitetura neogótica foi erguida com a intenção de ser um mirante, e homenageia os 7 tribos fundadoras da Hungria, representadas pelas 7 torres. As fotos mais famosas da cidade são tiradas de lá!

O mirante tem dois andares e um restaurante, a entrada só é cobrada daqueles que querem visitar o segundo piso. Pra quem viaja no outono ou inverno a boa notícia é que de 16 de outubro até meados de março o acesso é grátis.

Se não quiser andar muito, o ônibus 16 te deixa bem na entrada!

  • IGREJA DE MATIAS

Localizada na praça da Santíssima Trindade, coladinha no Bastion, tem um telhado maravilhoso, e seu nome oficial – Igreja de Nossa Senhora – não é o mesmo pela qual é conhecida.

Nessa igreja é possível assistir a concertos, há sempre alguém vendendo os ingressos na entrada, mas compre com antecedência!

AS PRINCIPAIS ATRAÇÕES DE PEST

  • PARQUE DA CIDADE

O lindo parque (principalmente no outono) foi um dos primeiros parques públicos criados no mundo, e abriga três importantes atrações da cidade: a Praça dos Heróis, o Castelo de Vajdahunyad e Széchenyi. Também estão no parque o Jardim Botânico e o Zoológico de Budapest.

Durante o inverno uma enorme pista de patinação no gelo se forma.

Coladinho no parque está o mais tradicional restaurante da cidade, o Gundel. Que merece um post a parte de tão maravilhoso!

A estação de metro Széchenyi fürdő (linha M1) te deixa no meio do parque e você consegue conferir todas as atrações facilmente.

  • Praça dos Heróis

A praça mais importante da cidade possui estátuas em homenagem às sete tribos fundadoras da Hungria ao centro, e outros personagens que marcaram a história do país, como Santo Estevão. No alto do pilar central está o Arcanjo Gabriel.

  • Castelo de Vajdahunyad
Vajdahunyad – o Castelo do Drácula

O castelo construído em 1896 teve sua arquitetura inspirada no castelo do famoso vampiro da Transilvânia, e por isso ficou conhecido como Castelo de Drácula e abriga uma exposição com o tema. Ao lado está o museu da agonomia, um prédio lindíssimo!

Ainda que não se interesse pelo tema, ver o exterior do castelo já vale a visita!

  • Termas Széchenyi

As mais famosas águas termais da cidade é também o maior local para banho medicinal de toda a Europa.

Ainda que não se interesse pelo mergulho (assim como eu), vale ir até lá para conferir a arquitetura. Se não quiser pagar o ingresso, ou se as visitas diárias já tiverem sido encerradas, há uma janela em uma das entradas de onde você consegue ver o interior. Foi o que eu fiz, e achei suficiente.

No local são oferecidas massagens e tratamentos de Spa.

  • Basílica de Santo Estevão

A Basílica leva o nome do primeiro rei da Hungria, e é a maior construção religiosa do país.

Um rei que virou santo?? O rei húngaro que acreditava que a oração era a garantia da saúde de seu reino, converteu seu povo ao cristianismo e entre os pilares de seu reinado tinha a fé, a generosidade com os estrangeiros, a justiça, a oração, a piedade e a misericórdia. E foi por isso canonizado.

Subir na torre da igreja é totalmente imperdível!! A melhor parte?? A torre tem elevador, ou seja: a subida é para todos! Aproveite para se despedir do sol lá em cima!

A rua em frente a basílica de Santo Estevão é um charme e cheia de restaurantes com mesinhas do lado de fora.

  • PARLAMENTO HÚNGARO

O parlamento húngaro é um dos pontos turísticos mais visitados da Europa, e considerado por muitos o mais bonito parlamento do mundo.

O tour guiado – única forma de ver o interior do parlamento- é imperdível, mas por ter horário marcado recomendasse a compra antecipada do ingresso via site, principalmente na alta temporada. Eu não comprei antecipadamente, cheguei as 10 da manhã para comprar, e consegui horário para as 14. Como a cidade não é grande, deu pra reorganizar o roteiro.

Chegue antes do horário do seu tour, pois precisará passar pelo procedimento de segurança. Uma tela na estrada indica qual o momento de entrada de cada grupo.

A sala mais bonita não pode ser fotografada, lá está a coroa que passou por todos os reis do país.

  • MERCADO MUNICIPAL
Mercado Municipal de Budapest

Fui até lá pra poder contar aqui rsrs, então vamos a sinceridade: ao contrário do que muitos dizem, não é nada imperdível… Mas se você curte esse tipo de programa, vá conferir!!

Há muuuuuitas banquinhas de souvenier, mas os preços são maiores do que os praticados em muitas lojas pela rua. E se prepara, a parte de cima, onde eles são vendidos, é lotada!

  • VÁCI UTCA
Vaci Utca – Budapest

Rua de pedestres com muitas lojas e restaurantes. Extremamente charmosa, vale sem dúvidas o passeio.

Entre a Vorosmarty Tér (praça) e a Ponte Elizabete você encontrará lojas como H&M e Zara. E se quer comer muito bem por um preço justo, o italiano Vapiano fica nesta praça.

Continuando pela rua chegará ao Mercado Municipal, neste trajeto os preços de souvenires são melhores.

  • ANDRÁSSY UTCA

A alameda tombada pela Unesco é onde fica a Ópera da cidade (que também oferece visitas guiadas).

  • SINAGOGA
Sinagoga Budapest

A maior e mais bela Sinagoga do mundo tem em seu jardim a árvore do holocausto que simboliza os judeus mortos durante a segunda guerra.

Budapest guarda muitas lembranças do período mais triste da história, a área onde está a sinagoga eram onde os judeus viviam isolados e de onde eram proibidos de sair.

Aos sábados a sinagoga não abre!

  • MEMORIAL SAPATOS ÀS MARGENS DO DANÚBIO
Memorial Danubio

Outra lembrança desse período, e que te deixará com um nó na garganta, é o monumento dos sapatos às margens do Rio Danúbio.

Os sapatos marcam um dos locais de onde judeus eram jogados no rio, antes de serem empurrados eles deixavam os calçados na margem, pois o item era considerado caro na época.

  • NEW YORK CAFE
New York Cafe – Budapest

O maravilhoso prédio é considerado o café mais bonito do mundo, e é fácil entender o motivo. O perfeito local para fechar sua visita à cidade com chave de ouro!!

No site você consegue ver o menu com valores e fazer reservas.

Obs: Dois outros pontos muito visitados da cidade são a Casa do Terror e a Cidadela. Ambos contam o lado mais triste da história da cidade, e mantem abertas para visitação suas salas de torturas… esses eu pulei.

E aí, gostou das dicas?? Se já conhece a Paris do Leste Europeu, conta o que mais gostou, se ainda vai, conta na volta!! ;P

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s