Guia da primeira vez: Vienna – Áustria

Que tal um tour pela terra de Mozart, Beethoven e Sigmund Freud?

Nenhum comentário

  Às margens do Danúbio – que não é azul – a capital da Áustria encanta com sua arquitetura, e as heranças deixadas por seus moradores ilustres como Mozart, Beethoven e Sigmund Freud!

E já que comecei falando de uns dos rios mais famosos do mundo, já adianto que às margens do Danúbio você encontra opções de restaurantes, passeios de barco por ele, e ainda bares descolados com areia e cadeiras de praia pra você se sentir no litoral! rsrs

Documentos de viagem – Áustria

    Brasileiros precisam apenas de passaporte válido para entrar no país. 

    A União Européia exige ainda que você tenha o seguro viagem de acordo com as normas do Tratado de Schengen (cobertura mínima de 30 mil Euros), e um comprovante de sua passagem de retorno pode ser exigido na imigração. 

Obs: A pandemia pode mudar as regras de acesso à UE, fique de olho!

Moeda

   Como membro da União Europeia, a Áustria adota o Euro como moeda. 

Língua

    O idioma por aqui é o Alemão – Viena é a segunda maior cidade de língua alemã no mundo- mas, se você fala inglês não terá problemas para se comunicar! 

Chegando em Viena de avião

O aeroporto de Vienna fica a cerca de 10 quilômetros do centro da cidade, e você pode fazer o percurso de transfer privado por pouco mais de 11 Euros, no trem especial que liga o aeroporto à estação de metro Wien Mitte (CAT- City Airport Train), ou pegando o trem urbano S-Bahn na estação que fica no aeroporto (S-7 Schwechat) que se conecta com o metro também na estação metro Wien Mitte . Essa última opção é a mais econômica. 

Chegando em Vienna de trem 

Trens chegam em Vienna na estação Wien Hauptbahnhof, de onde você consegue pegar o metro facilmente para o centro da cidade (linha U1). 

Quando visitar Vienna? 

    O verão Europeu é bem quente, e o inverno por lá bem rigoroso. Se não curte os extremos, a primavera e o outono são as estações mais indicadas. 

    Agosto é mês de férias em vários países europeus, o que aumenta os preços e o movimento nas atrações.

    A minha dica é: a Europa fica muito mais bonita colorida com as cores do outono (embora seja a temporada de obras e reformas também rsrs), e se curte esportes de neve, vá no inverno e aproveite pra passar uns dias em uma das estações de esqui do  país!  

Onde se hospedar

  Grande parte das atrações, programas noturnos e restaurantes estão dentro do Ring, uma avenida inaugurada em 1879 no lugar onde ficavam as muralhas de Vienna (essa área que delimitei no mapa para ilustrar). Qualquer hotel na região vai te permitir fazer muita coisa a pé, e te dar fácil acesso ao metrô!

Minha escolha foi o Hotel Lamée (é possível reservar pelo hoteis.com) e adorei a experiência! Amor ao primeiro drink rsrs, você recebe um voucher para um “welcome drink with a view” no bar da cobertura, com vista para a catedral! 

Quartos novinhos, elegantes e muito confortáveis!! 

Como se locomover em Vienna

   A cidade é servida por ônibus, metrô, trem, trem rápido e bondinho,e os tickets podem ser adquiridos em máquinas nas estações de metrô, bancas ou no próprio site da Wiener Linien.

Há opção de passes únicos ou versões de 24, 48, 72 horas ou até mesmo uma semana. 

  Os tickets precisam ser validados nas máquinas disponíveis nas estações de trem e metrô, ou dentro dos ônibus e bondinhos. Não há catracas, mas há fiscalização!

Se prefere a autonomia de um carro à sua disposição e a comodidade de evitar locadoras de veículos, você pode pegar carros pela rua da mesma forma como pegamos bicicletas por aqui, de um jeito bem parecido com o Turbi aqui no Brasil. Basta baixar o aplicativo Car2Go ou o DriveNow. 

Onde (ou o que) comer em Vienna

    Algumas delícias gastronômicas são quase obrigatórias para quem visita Vienna: 

  • A famosa torta de chocolate Sacher (Sachertorte), servida pelo tradicional Hotel Sacher (considerado um dos hotéis mais chiques do mundo!). A torta é um tipo de bolo de chocolate com recheio de damasco, nada de outro mundo, mas pela tradição e beleza do local, eu não deixaria de ir. Escolha bem o horário, aos finais de semana a fila de espera é beeeem grande. (Philharmoniker Str. 4)  
  • Tavernas (Heuringen) do bairro alemão Grinzing que concentra pubs e restaurantes com música ao vivo
  • Não deixar de provar um autêntico Wiener Schnitzel: um saboroso e macio escalope finíssimo de vitela ou de carne de porco à milanesa servido com salada de batata, que é o prato típico mais popular, encontrado em muitos restaurantes da cidade.  
  • Tomar um típico café vienense com apfelstrudel (a sobremesa mais famosa de Viena), ou qualquer outros dos incríveis doces  do famoso Café Central (Herrengasse 14), da mesma forma que Freud e outros intelectuais famosos faziam.(Ecke Herrengasse, Strauchgasse).
  • Demel:  a mais tradicional doceria de Viena, e que servia doces para a família imperial. Mais um local que tem sempre filas e muito movimento, planeje-se.(Kohlmarkt 14)
  • Le Burguer : uma fugida do que é típico, mas que vale muito a pena! Os hambúrgueres são muuuito bons! Versões minis são servidas no rooftop fo Hotel Lamée. (Rotenturmstraße 15)
  • O hot dog vienense é um clássico e difere do tradicional hot dog, experimente!

As principais atrações de Vienna

Schloss Schonbrunn, opalácio de verão da família Habsburgo

Considerado o Versailles austríaco, fica afastado do centro, mas dá pra ir de metrô. Não deixar de passear pelos lindos jardins, e visitar a Palmenhaus, o Gloriette (de onde se tem linda vista da cidade), e o Tiergarten com o mais antigo zoo da Europa, após conhecer os belíssimos salões e aposentos do interior do palácio!

Palácio Hofburg – foi o palácio de inverno e residência principal da família Habsburgo.

O maravilhosos conjunto de prédios abriga a Biblioteca Nacional Austríaca (Prunksaal), a Escola Espanhola de Equitação – Spanische Reitschule onde você pode assistir a apresentação dos cavalos Lipizzan , os gabinetes do presidente da Áustria, o Museu da Sissi, e museus dentre os quais se destacam as alas preservadas dos antigos aposentos imperiais, as salas usadas durante o Congresso de Vienna e a coleção de tesouros sacros e obras de arte acumuladas pelos Habsburgo durante os quase sete séculos de reinado.

 Burgkapelle – antiga capela privativa da corte

Construída no século XIII, apresentam-se todos os domingos os famosos Pequenos Cantores de Viena – os ingressos para vê-los são muito concorridos, têm de ser comprados com bastante antecedência!

Burggarten – o parque que integra o complexo do Palácio Hofburg

Além da vista do palácio, o antigo jardim privado abriga uma estátua em homenagem ao músico Wolfgang Amadeus Mozart e uma casa de borboletas!

Stephansdom – a catedral de Vienna

Linda por dentro e por fora! Nela se você pode ver a tumba onde estariam  enterrados os 3 reis magos. Também pode subir até a torre da catedral para ver o telhado de azulejos e ter uma bela vista da cidade!

Kaisergruft (catacumbas) – local com túmulos belíssimos da família Habsburgo

Staatsoper – A ópera de Vienna

É a mais importante ópera do mundo! Tem visita guiada, mas recomendo assistir algum espetáculo! Você verá dicas para economizar assistindo aos espetáculos em pé, ou comprando cadeiras mais lateralizadas. Lembre-se que óperas são longas, não recomendo ficar em pé, e a visibilidade das cadeiras mais baratas é bem ruim, muitas vezes você só consegue ver metade do palco. 

Concerto de Valsas – um programa super típico em Vienna

Além de ir à Ópera, é imperdível assistir a um concerto de valsas em algum palácio – os mais tradicionais são os concertos nos palácios de verão (Schonbrunn) ou de inverno (Hofburg ) da família Habsburgo.

Concerto nas Igrejas

Há várias apresentações diárias, inclusive na catedral! Minha visita só ficou completa depois de uma ópera + concerto em um palácio + concerto em uma igreja! rsrs

Belvedere Museum

Além da belíssima arquitetura e salas suntuosas, é onde está a famosa obra de Gustav Klimt, O beijo.

Haus der Musik – Museu da música

Rathaus –  Prefeitura de Viena

Lá está situado o famoso Wiener Rathauskeller Restaurant  

Ring Strasse – famosa avenida circular que envolve Vienna (boulevard Ringstraße)

Há um bondinho que percorre toda a extensão e para nos pontos turísticos ao seu redor

Museums Quartier – o bairro dos museus

Por lá estão alguns dos mais importantes museus da cidade como o  Museu Leopold , Museu de Arte Moderna (Museum Moderner Kunst), o Centro de Arquitetura de Vienna (Architekturzentrum) e a Kunsthalle

Karlskirche – importante e linda Igreja de Viena, com cúpula grande e famosa

Naschmarkt – famoso mercado a céu aberto onde se tem várias opções para comer

Heldenplatz (Praça dos Heróis)

É o Portão da Cidade, e o antigo fórum imperial

Albertina – abriga a maior coleção gráfica do mundo (60.000 desenhos e um milhão de obras gráficas)

Museu Liechtenstein – possui uma coleção de jóias barrocas

MAK – um dos mais antigos museus de arte decorativa da Europa. 

Mozarthaus Vienna – casa onde Mozart morou

Sétimo Distrito (Spittelberg), bairro com ruas de paralelepípedo com prédios históricos e casas coloridas, para se passear em local mais afastado do centro da cidade.

Volksgarten é o maior parque de Vienna.

A Riesenrad – roda Gigante cartão postal de Vienna

Fica no Wiener Prater, um tradicional parque de diversões da cidade, se está com criança, a visita é obrigatória! Uma volta da roda-gigante vale se você tem o Vienna Pass (ela está incluída). É possível contratar refeições em cabines exclusivas!

Graben, Kartner Strasse e Kohlmarkt – ruas comerciais e cheias de charme

Se busca restaurantes com mesinhas ao ar livre e muito charme: esse é o seu lugar! As lojas mais luxuosas também estão por aqui!

E se você curte história e uma imersão cultural, recomendo fortemente que leia um pouco sobre a família real Habsburgo, para entender melhor a cidade, os museus, a ligação com a história do nosso país através da imperatriz Maria Leopoldina e se apaixonar pela Sissi, que te fará lembrar da história da Lady Day. 

OS VINHOS DE VIENNA

Me faltou tempo pra conhecer as vinícolas da região,siiim Vienna produz vinhos brancos muito bem conceituados! Reserve um dia pra você não perder esse passeio!

Você pode caminhar por entre os vinhedos onde são cultivadas uvas Grüner Veltliner, Riesling, Weissburgunder e Sauvignon Blanc, e se despedir do sol com tomando um vinho com vista para o Danúbio!!

Os ônibus Hop on Hop of incluídos no Vienna Pass passam por muitas delas!

Vai lá no insta do Malas que tem destaque com alguns detalhes dos passeios que fiz! 🙂 E se esta procurando mais destinos pra aumentar seus dias de viagem, da uma olhada nos posts de Budapest, Praga e Munique!!

Que seus dias por lá sejam perfeitos!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s